Chat online

Técnico de segurança do trabalho, assim como o de futebol, deve motivar seus comandados a cumprir co

envie para um amigo imprimir    Compartilhar Facebook

 

Técnico de segurança do trabalho, assim como o de futebol, deve motivar seus comandados a cumprir com o esquema tático de prevenção


O Brasil é um país campeão em acidentes de trabalho. Vamos chorar, gritar e espernear? Não, primeiramente vamos educar o empregado para a segurança do trabalho. Há um personagem dentro do cenário de prevenção de acidentes das empresas que tem um papel de destaque no processo educativo e de conscientização. Trata-se do técnico de segurança do trabalho. A profissão é regulamentada e requer registro no Ministério do Trabalho. Mas, independentemente do caráter burocrático, a profissão exige aptidão e vocação. Entre as funções do técnico destacam-se o dever de informar os trabalhadores sobre os riscos da sua atividade, além de indicar as medidas de eliminação ou neutralização.

Quem conhece a resistência que o trabalhador tem em usar os equipamentos de proteção individual, os chamados EPI, como o capacete ou botas de segurança, seja porque incomoda ou por esquecimento, sabe que o técnico deve ter paciência e capacidade de convencimento. Ele precisa explicar sobre os procedimentos de segurança e higiene do trabalho, adequando-os às estratégias de prevenção de doenças e acidentes de trabalho. O técnico de segurança não é técnico de futebol, mas também precisa ser um líder que exerce influência sobre seus comandados e, sobretudo, saber motivar. O profissional deve inspirar os trabalhadores à prevenção, como prioridade durante sua jornada laboral.

Ah, não é que o técnico de segurança do trabalho atue como se fosse uma ‘babá quase perfeita’ do empregado, mas, sim, é preciso que seja capaz de incutir a noção exata ao trabalhador de que adotar a prevenção como hábito é melhor do que remediar.

 

Emily Sobral

Jornalista em SST
(11) 4238-1955 / 99655-0136
www.segurancaocupacionales.com.br

SIGA O GUIA DA EPI: Facebook Twitter Youtube Blog Orkut Flickr Empreendemia
He went on to produce his own watches a few years later, and replica watches the Rolex name came about in 1908. In about 1920 he moved to Bienne, Switzerland to open Montres Rolex S.A., which is when everything really begun. Just six years later the brand's hallmark product family would be released. One thing is notably absent from the 1926 Rolex Oyster replica watches. The trademark crown logo is missing. Rolex didn't come up with the crown logo until the early 1930s, but you can see that on one of the pieces the Rolex name was presented in the same font and style that it is in today. You'll also notice the replica watches uk fluted bezel, which is also a hallmark of Rolex design on today's Datejust and Day-Date models (among others) This was part of replica watches the patented water-resistance system employed in the Rolex Oyster. Hermetically sealed, the Rolex Oyster was innovative not just for being able to be taken into the water, but for resisting a range of replica watches sale liquids and particles such as dust from entering the case.